Frutosemia e má absorção de frutose: qual o diagnóstico e tratamento definitivo?

Oi pessoal, tudo jóia?

Tenho recebido pacientes com o diagnóstico médico de intolerância à frutose. Todos realizaram apenas o exame de prova, também conhecido como teste de absorção ou de tolerância à frutose, no qual o paciente faz a ingestão de frutose e após 30, 60 e 90 minutos é feito a coleta sanguínea e analisada a concentração sérica de frutose. Esse exame é o mais comum, porém o padrão ouro para o diagnóstico de frutosemia e também da má absorção de frutose é o teste de hidrogênio expirado. Sinceramente, como profissional da saúde, acredito que neste caso, fazer um diagnóstico apenas por meio de sintomas e um único tipo de exame é imprudência.

Queridos, vamos entender melhor a fisiopatologia dessa doença. A frutosemia, ou como é mais conhecida, a intolerância à frutose, é um erro genético inato do metabolismo da frutose, causado pela deficiência da principal enzima, aldolase B, responsável pelo metabolismo hepático da frutose alimentar. Trata-se de uma doença rara, sua incidência é de 1 caso para cada 20000 nascidos vivos, e é manifestada na infância, com frequência durante a introdução alimentar do bebê. Pacientes com frutosemia são sensíveis às fontes de frutose, incluindo sacarose, sorbitol e apresentam diarreia, gases, náuseas, dor e inchaço abdominal.

Neste sentido, reflita:


Será mesmo, que eu tenho intolerância a frutose? 

Os sintomas surgiram durante a infância?


Talvez o seu problemas não seja a frutosemia, mas a má absorção da frutose! Isso mesmo! Muitos pacientes apresentam excessiva ingestão de frutose e alterações na microbiota intestinal que levam à má absorção desse carboidrato. Essa condição clínica está relacionada à disbiose intestinal, ou seja, o desequilíbrio na microbiota intestinal ou até mesmo com doença gastrointestinal, como a síndrome do intestino irritável.

Para você pensar:

Como está o funcionamento do meu intestino?

Com que frequência eu faço cocô?

Qual é a forma das minhas fezes? Dê uma expiada! 

Eu tenho tratado bem do meu intestino? 

Quais atitudes posso tomar para cuidar melhor do meu intestino?


Bom, os sintomas e diagnóstico da má absorção da frutose são bem semelhantes aos da frutosemia. Inclusive o tratamento! O único tratamento efetivo para ambas doenças é a redução definitiva de alimentos que contenham frutose, e deve ser mantido por toda a vida. Destaco que  em alguns casos, a frutose encontrada nas frutas não é o maior problema e que os sintomas se agravam quando os pacientes consomem a frutose proveniente principalmente de produtos industrializados como refrigerantes, bebidas energéticas, cereais refinados, biscoitos, misturas para bolos, sorvetes e pães! Ah, meu protocolo para tratamento da má absorção à frutose também inclui estratégias nutricionais para equilibrar a microbiota intestinal.

Assim, quero incentivá-lo a conversar melhor com seu médico, inclusive pergunte sobre a necessidade de fazer mais de um exame para fechar o diagnóstico. E é claro, invista em planejamento alimentar personalizado! Procure um nutricionista capacitado. Tudo bem?

Dúvida sobre esse assunto? Escreva nos comentários, será um prazer respondê-lo(a).

Quer receber ajuda extra para você seguir firme com a reeducação alimentar? Assine minha news e receba de brinde e-books de receitas saudáveis e muito mais.

Aproveite e curta nossa página no Facebook! Sempre você encontra informações valiosas sobre nutrição, alimentação saudável para emagrecimento, hipertrofia muscular, gestação e muito mais.

Bjo da nutri.

Comentários

Postagens mais visitadas