Alimentação na suspeita de dengue



Tanto no caso de dengue clássica, quanto no caso de dengue hemorrágica, há alguns cuidados a serem tomados com a alimentação, como manter o organismo bem hidratado. Durante o período mais crítico, a alimentação deve ser leve, de fácil digestão e absorção e o consumo de hortaliças em geral e alimentos ricos em ferro, frutas e sucos ricos em vitamina C devem ser estimulados.

O vírus da dengue provoca algumas alterações no organismo que favorecem a ocorrência de hemorragias, por isso a recomendação da ASBRAN (Associação Brasileira de Nutrição) é de que alimentos que contêm salicilatos (abricó, ameixa fresca, amêndoa, amora, batata, cereja, groselha, limão, maçã, melão, morango, nectarina, nozes, uvas passas, pepino, pêssego, pimenta, tangerina, tomate e uva) e os de ação antitrombótica (alho, cebola, gengibre) devem ser evitados em caso de suspeita da doença.

Medicamentos como os derivados salicílicos diminuem a biodisponibilidade da vitamina C, os níveis séricos de folato, ferro e potássio e as proteínas plasmáticas. Ao mesmo tempo aumentam a excreção urinária das vitaminas B1, B6 e K, portanto, deve-se dar atenção a esses nutrientes na dieta. 

A hidratação é fundamental. Podem ser utilizados sucos, água de coco, além do soro de hidratação oral. 

Boa parte das pessoas apresenta náuseas dificultando a alimentação, mas é importante o estímulo na ingestão de pequenas porções de alimentos. Bjo da nutri

Comentários

Postagens mais visitadas