Chocolate pode na reeducação alimentar?

Mais uma páscoa chegou! A páscoa para os egípcios significou o juízo de Deus sobre o Egito, enquanto que para os israelitas, o livramento da morte, na noite da saída do Egito. Isso está bem claro no livro sagrado, mais especificamente em Êxodo. Já para os cristãos, e para mim também, páscoa não significa coelho, mas cordeiro! Significa liberdade, salvação, oportunidade de passarmos da morte espiritual para a vida eterna por meio de Cristo. O post de hoje não tem objetivo de ‘evangelizar’... ou será que tem?!

Bom, apesar de entender e viver o real sentido da páscoa, é impossível não trocar chocolates nessa época! Até mesmo, porque aproveitamos o feriado para estar com a família e amigos e a brincadeira ‘Amigo chocolate’ é uma ótima pedida! Abaixo uma foto da brincadeira que fizemos em 2014 em uma chácara.



‘Lydiane, mas chocolate pode??’

Mas é claro que sim, minha gente! Chocolate de verdade sempre foi liberado no cardápio saudável!

Mas você come chocolate de verdade? 
Qual é seu chocolate preferido? 
Você já leu a lista de ingredientes dele? 
Quais os ingredientes que vem primeiro? 

Chocolate que é chocolate, possui cacau como seu principal ingrediente e não açúcar! Tudo certo?

O chocolate é uma iguaria dos deuses, que possui o cacau como seu principal ingrediente. O cacau é rico em cálcio, magnésio, zinco, selênio, potássio e vitamina E, além de ser fonte de gorduras de boa qualidade e flavonoides. Essa combinação de substâncias atribui ao cacau excelentes propriedades antioxidante e antiinflamatória, que justificam os benefícios à saúde do coração e do cérebro, sua ação contra o envelhecimento precoce e o auxílio na redução dos níveis de colesterol total e no tratamento da hipertensão arterial. Isso porque, ele combate os radicais livres, componentes que, em desequilíbrio no organismo, podem causar lesões às células, ao DNA e às veias e artérias, aumentando assim, o risco de obesidade, diabetes, câncer, doenças cardiovasculares e neurodegenerativas.

A boa notícia, é que esses benefícios se estendem aos chocolates com maior concentração de cacau, são eles o meio amargo e amargo. Contudo vale o equilíbrio e moderação no consumo dentro de uma alimentação equilibrada em nutrientes.

Por isso queridos, sugiro que escolham ovos/chocolates meio amargo ou amargos, valorizando os produzidos de forma artesanal ou com ingredientes orgânicos, pois possuem maior aporte de fitoquímicos e menor teor de agrotóxicos, metais pesados. Hoje temos várias opções, basta dar uma pesquisada. Mas você também pode se aventurar e fazer o seu próprio ovo de chocolate! Ebaa!! Vai aí uma receita facílima.


Mini ovos de chocolate funcional
250g de chocolate amargo orgânico 75% cacau
2 colh. sopa de sementes de chia
3 colh. sopa de xerêm de castanha de caju
Frutas secas (opcional)

Como fazer? Derreta o chocolate em banho maria e misture até que esteja frio. Acrescente a chia, xerêm. Misture bem e despeje em forminhas para mini ovos de chocolate, completando cada cavidade até a borda, nivelando com o auxílio de uma colher. Leve à geladeira por 1 hora, depois desenforme. Os ovos de chocolate precisam estar totalmente sólidos e soltando do fundo da forma. Junte duas metades e embrulhe em papéis que você preferir ou sirva com frutas secas. É uma ótima forma de presentear um amado(a).

Dúvida sobre esse assunto? Escreva nos comentários, será um prazer respondê-lo(a).

Quer receber ajuda extra para você seguir firme com a reeducação alimentar? Assine minha news e receba de brinde e-books de receitas saudáveis e muito mais.

Aproveite e curta nossa página no Facebook! Sempre você encontra informações valiosas sobre nutrição, alimentação saudável para emagrecimento, hipertrofia muscular, gestação e muito mais.

Bjo da nutri.

Comentários

Postagens mais visitadas