Peça agora os seus, é vapt-vupt!

Meu filho não come alimentos saudáveis

Queridos, brincar e explorar o mundo são as prioridades das crianças e por vezes elas possuem dificuldade de entender a importância de alimentar de modo saudável. Por isso, como responsáveis delas, precisamos ensinar como fazer, e só isso não basta, é necessário ensinar fazendo! Aquela mania de dizer ''faça o que eu digo e não faça o que eu faço'' não cola! Crianças não são bobas, muitas vezes se mostram mais espertas do que nós adultos.


Você deseja que seus filhos, sobrinhos, se alimentem adequadamente, com saúde? A grande sacada é você fazer isso primeiro! Podemos despertar nelas o desejo de experimentar algo, enquanto elas nos observam comer. Como já dizia Albert Schweitzer, 'dar o exemplo não é  a melhor maneira de influenciar os outros, é a única'. Portanto, deixe fruteira, armários e geladeira repletos de alimentos do bem. O que tiver na cozinha, com certeza, você e as crianças vão comer.  Sem dúvida esse é o primeiro passo.

Lydiane, coloco na mesa alimentos saudáveis, meu marido e eu  damos exemplo lá em casa, fazendo bom uso deles e mesmo assim meus filhos fecham a boca! Não sei mais o que fazer!

É comum ler nos e-mails que recebo esse tipo de questionamento. Por causa disso, escrevi o post de hoje com algumas estratégias para ajudá-lo nessa empreitada.
O momento das refeições precisa ser super esperado pelos pequenos. Estabeleça horários definidos, de modo que o organismo deles irá se acostumar. E nada de oferecer comida a todo o momento. Utilize jogos americanos de desenhos que a criança aprecia.  Talheres coloridos também atraem a atenção delas, deixando-as mais interessadas.
Peça para a criança ajudar no preparo, por exemplo de um suco, lavando as frutas. Essa atividade vai aumentar o vínculo afetivo entre vocês. Enquanto fazem isso juntos você pode dizer o quanto espera que o suco fique gostoso, elogie a fruta, o quanto ela é nutritiva e faz bem para as crianças e o quanto sua ajuda o deixa feliz.
Durante a refeição, dê um reforço positivo. Comente como o suco está saboroso, principalmente quando comparado aos dias anteriores, que o fato dela ter ajudado contribuiu para  que ele ficasse fabuloso!
Se possível coma junto, elas precisam ter uma 'referência' para imitar. 
Crianças adoram música! Antes de comer faça uma oração em forma de música (aprendi uma com minha avó e jamais esqueci, se quiserem aprender é só escrever nos comentários que compartilho com vocês), é uma forma de ensina-las a serem agradecidas e ao mesmo tempo deixa o momento descontraído.

A criança precisa de tempo para acostumar com o sabor dos alimentos. Prepare versões variadas de um mesmo alimento antes de determinar que a criança não aprecia. Por exemplo a cenoura: ofereça crua raladinha temperada com limão azeite e pouco sal, ou crua em palitos ou fatias finas, diferentes cortes mudam a textura e ligeiramente o sabor dos vegetais. Ou ainda cozida, varie nos cortes ou  refogada com outros vegetais que a criança já gosta.
É comum chegar na hora do almoço e a criança não querer comer. Geralmente isso acontece porque ela beliscou entre as refeições e ainda está com o estômago cheio ou avançou na jarra de suco, bebeu bastante e já não há mais espaço para o alimento sólido. Acima mencionei sobre fazer um suco, não há problema em tomar líquidos junto às refeições desde que seja em pequena quantidade, no máximo 100ml. Ou por birra mesmo ela se recusa a comer. Nessa situação como você reage? Você tem autoridade sobre seus filhos? Quem manda em quem?

Estabeleça um diálogo com a criança e investigue o motivo de não querer comer. Faça o prato dela, enquanto isso, diga com afeto, mas de modo sério, que aquela refeição foi feita com muito carinho, que o corpo dela precisa dos nutrientes contidos naqueles alimentos para ela poder crescer e se desenvolver bem na escola. E por isso, você vai guardar o prato e que quando ela estiver com fome você vai aquecer a comida. Enfatize, que ela não vai comer outra coisa até comer aquela comida. Mais tarde a criança vai pedir para comer outra coisa, seja firme e explique que ela poderá comer o que não havia comido no almoço. Com o tempo ela vai ceder! Depois que ela comer tudinho pergunte se estava gostoso. Às vezes você vai ser surpreendido com um 'humm, muito gostoso!'.

Quais são seus maiores desafios à mesa com as crianças? Você já utilizou outras estratégias que deram certo? Quais foram? Escreva nos comentários, quero saber.

Quer receber ajuda extra para você seguir firme com a reeducação alimentar? Assine minha news e receba de brinde e-books de receitas saudáveis e muito mais.

Aproveite e curta nossa página no Facebook! Sempre você encontra informações valiosas sobre nutrição, alimentação saudável para emagrecimento, hipertrofia muscular, gestação e muito mais.

Bjo da nutri.



Gostou? Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não serão liberados para publicação os comentários que contenham ofensas ou palavras agressivas, links para sites duvidosos, ilegais ou mensagens de cunho publicitário. Caso seu comentário não seja aprovado imediatamente, aguarde. Em breve ele será moderado e você, comunicado por e-mail sobre a liberação. Seu endereço de e-mail não será publicado.