Peça agora os seus, é vapt-vupt!

Você percebe o que está comendo?


Algo que a cada dia fica mais raro com a correria do dia a dia é o almoço em família, sempre que possível participo desses encontros e minhas tias gostam de solicitar que eu leve salada para esses almoços. Às vezes acho que elas pensam que eu como só salada rsrsrs... mas adoro. Em casa gosto de preparar saladas mistas e bem coloridas, já para esses almoços gosto de fazer salada democrática, pego uma travessa e distribuo vários vegetais de modo separado, assim, o pessoal pega só aquilo que realmente gosta. 

Alguns anos atrás em um desses almoços, fui preparar a salada e para deixa-la mais bonita precisava de cenoura, na ocasião minha geladeira estava em falta e eu tinha apenas abóbora cabotiá que possui uma cor semelhante, resolvi ralar a abóbora, algo que já uso em casa, e incluí-la na salada. Nesse dia minha mãe estava comigo aqui em Goiânia e foi para o local do almoço na minha frente e eu fiquei para trás resolvendo algumas coisas ainda. Quando eu cheguei para almoçar o pessoal já estava quase terminando de comer, fui servir, quando cheguei na travessa da minha salada tinha só um cadinho de abóbora, daí comentei com um tia que a galera tinha gostado da abóbora, ela logo me disse: Lydi, mas não tem abóbora! Logo respondi: Tia tem sim, olha aqui o restinho de abóbora na travessa! Dividimos a abóbora e ele confirmou que realmente era abóbora e que todos haviam comido pensando que era cenoura hehehe... Foi um momento engraçado e divertido, mas depois fiquei refletindo: poxa, o sabor de abóbora e cenoura e bem diferente!

Sabe, os alimentos além de nos oferecer nutrição, promovem contentamento e gratidão. Cada refeição é um momento de meditação, no dia a dia em família e amigos a conversa é permitida, mas nada de assuntos que possam causar aflição, angústia ou discórdia. É um momento para compartilharmos o que realmente importa, a vida e a benignidade, delicadeza, até mesmo uma abóbora que alguém comeu pensando que era cenoura... rsrs.

Algo que está adoecendo o mundo de hoje é a nossa atitude ao comer. As pessoas não percebem o que estão colocando na boca, pois fazem isso no trânsito dentro do carro, em frente a TV, com o smartphone na mão, em pé de maneira ansiosa e não se permitem experimentar e saborear os diferentes sabores da alimentação viva.

Quais são suas atitudes durante as refeições? Quanto tempo você dedica para seu desjejum, almoço e jantar? Você seria capaz de comer uma preparação e descobrir ingredientes que foram usados para o seu preparo? Vamos refletir e partir para mudanças do bem. Bjo da nutri.

Gostou? Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não serão liberados para publicação os comentários que contenham ofensas ou palavras agressivas, links para sites duvidosos, ilegais ou mensagens de cunho publicitário. Caso seu comentário não seja aprovado imediatamente, aguarde. Em breve ele será moderado e você, comunicado por e-mail sobre a liberação. Seu endereço de e-mail não será publicado.