Peça agora os seus, é vapt-vupt!

Soja: preventiva e terapêutica

Já considerado um grande alimento funcional a Glycine max, nome científico da soja, é rica em proteínas, fitoestrógenos (isoflavonas – ginestina, ginesteína), vitamina A, cálcio, ferro, magnésio, iodo e fósforo. Bastante utilizada de forma preventiva e terapêutica no tratamento de doenças cardiovasculares, câncer, osteoporose e sintomas da menopausa.

Pesquisadores estudaram sobre a saúde e estilo de vida dos japoneses e descobriram com surpresa que as mulheres japonesas, praticamente não sofrem com os transtornos durante a mudança hormonal que frequentemente aflige a mulher brasileira no período da menopausa. Mas por quê? As japonesas não passam pela menopausa?

Obviamente, todas as mulheres passam pela menopausa inclusive as japonesas. No entanto, estudos confirmam que é a soja a principal responsável pelos japoneses, chineses, coreanos apresentarem melhor saúde reprodutora e menor incidência de câncer de mama, útero e próstata, além de aliviar os sintomas da tensão pré-menstrual. A soja está presente diariamente na dieta desses povos.

As isoflavonas atuam como estrógenos menos complexos, substituindo ou completando o hormônio feminino estrogênio, cuja produção diminuída leva a menopausa. As isoflavonas da soja são a grande esperança para aquelas mulheres contraindicadas para fazer a terapia de reposição hormonal e também para as que optam por uma terapia mais natural.

Nos últimos anos o meio científico tem descoberto um número cada vez maior de propriedades funcionais deste alimento, o que fez com que a soja começasse a ser mais apreciada pelos ocidentais.

Os benefícios da soja podem ser usufruídos mediante o consumo do grão da soja, farinha da soja, proteína texturizada da soja (PTS), leite de soja e tofú.

Grãos da soja

É possível encontrar o grão da soja em duas variedades: amarela e preta. Além dos benefícios já conhecidos da soja amarela, a preta contém ainda um antioxidante que não é encontrado na outra. Na soja preta é encontrada naturalmente em sua casca uma substância chamada antocianina, fitoquímico de ação antioxidante, que atua contra o envelhecimento precoce e previne o câncer principalmente o de mama.

Os nutrientes contidos na soja preta podem afetar o metabolismo de gordura no fígado e tecidos gordurosos, reduzindo a síntese de ácidos graxos e colesterol, conferindo a esse alimento uma ação antiobesidade, mas é claro, aliado a uma dieta balanceada prescrita por nutricionista e exercícios físicos.

Os grãos da soja podem servir para incrementar saladas, tortas salgadas, farofas e sopas.

Farinha de soja

Pode ser adicionada em sucos, vitaminas ou usadas para preparar bolos, pães. Além do valor nutricional a farinha de soja agrega valor sensorial nos produtos de panificação.

Proteína texturizada de soja (PTS)

A PTS é obtida da farinha desengordurada de soja, máximo 1% de gordura, extraída em baixa temperatura, com a utilização de solventes e em seguida é extrusada. A extrusão é realizada em condições ótimas, provocando o aumento da digestibilidade dos nutrientes e redução da atividade biológica dos antinutrientes, o que torna a PTS mais digerível (menor nível de agressão à mucosa intestinal) que qualquer outro tipo variedade da soja assim como os seus demais produtos.

A PTS pode ser encontrada em pedaços ou moída. A escolha depende da preparação a ser feita, por exemplo, um estrogonofe vegetariano fica melhor com a PTS em pedaços um molho para rechear uma esfirra a do tipo moída é mais apropriada. Você pode variar e brincar a vontade, criatividade que não pode faltar!

Leite de soja

O “leite” de soja, na verdade não é leite, o correto é chamar de extrato de soja, pois  de acordo com a ANVISA, leite é produto de secreção das glândulas mamárias dos mamíferos oriundo da ordenha completa e interrupta, é um alimento de alto valor nutricional, com alto conteúdo protéico, sendo um excelente produto para intolerantes à lactose. Todavia o conteúdo de cálcio, importante mineral para a manutenção dos ossos é baixo, sendo necessária sua adição a fim de melhorar ainda mais o aporte de nutrientes do alimento.
Muito utilizado puro, vitaminas, sucos e mingaus.

Tofú

Um dos produtos derivados da soja, o tofú é um dos mais conhecidos e na Ásia, em média 90% das proteínas da soja são consumidas na forma deste alimento. O tofú conhecido como ‘queijo de soja’ é obtido através do extrato de soja com adição de sais ácidos para precipitação das proteínas, produzindo um gel resultante da formação de uma rede protéica, com textura lisa, macia e elástica. É utilizado em tortas salgadas e principalmente em saladas.
Como se pode ver existem vários meios para aproveitar o que a soja tem de melhor para a saúde, mas é bom ficar de olho antes de sair consumindo soja indiscriminadamente. O consumo da soja deve ser moderado porque ela possui fatores antinutricionais que prejudicam a absorção de nutrientes. Além disso, a soja tem potencial alergênico, portanto deve ser consumida com temperança.

Referências


BERTOL, T. M; MORAES, N; FRANKE, M. R. Substituição Parcial do Farelo de Soja por Proteína Texturizada de Soja na Dieta de Leitões Desmamados. Ver. Bras. Zootec. V. 30, n. 1, p. 141-149, Santa Catarina,2001.


BONTEMPO, M. Novo manual de medicina natural. São Paulo: Ridel, p. 349, 2009.


CASÉ, F; DELIZA, R; ROSENTHAL, A; MANTOVANI, D; FELBERG, I. Produção de ‘leite’ de soja enriquecido com cálcio. Ciên. Tecnol. Aliment. V. 25, n. 1, p. 86-91, São Paulo, jan/mar 2005.


CIABOTTI, S; BARCELOS, M. F. P; CIRILLO, M. A; PINHEIRO, A. C. M. Propriedades tecnológicas e sensoriais de produto similar ao tofu obtido pela adição de soro de leite ao extrato de soja. Cien. Tecnol. Aliment. V. 29, n. 2, p. 346-353, São Paulo, 2009. 


DANTAS, Maria Inês de Souza; ANDRADE, Gláucia Ferreira; PIOVESAN, Newton Deniz  e  MARTINO, Hércia Stampini Duarte. Farinhas mistas de trigo e de soja agregam valor nutricional e sensorial em pães. Rev. Inst. Adolfo Lutz (Impr.) [online]. 2009, vol.68, n.2, pp. 209-214. ISSN 0073-9855.


ROGER, J. P. O poder medicinal dos alimentos. Tradução: Dóris A. de Matos, São Paulo, CPB, 2006.  VIDAL, E. L. Saúde com sabor: receitas para uma vida saudável. 7ª ed.,  São Paulo, CPB, 2006.


Gostou? Compartilhe:

2 comentários:

Não serão liberados para publicação os comentários que contenham ofensas ou palavras agressivas, links para sites duvidosos, ilegais ou mensagens de cunho publicitário. Caso seu comentário não seja aprovado imediatamente, aguarde. Em breve ele será moderado e você, comunicado por e-mail sobre a liberação. Seu endereço de e-mail não será publicado.