Peça agora os seus, é vapt-vupt!

Canjica estimula a produção do leite materno?

Oie, quem aí já ouviu falar que canjica, cerveja preta e quinoa estimulam a produção de leite materno? Vamos conversar sobre isso?

A canjica é uma receita típica brasileira, baseada principalmente no milho, leite e açúcar, sendo considerada fonte de carboidratos e, portanto, de energia. 

A cerveja é uma bebida obtida pela fermentação alcoólica do mosto cervejeiro oriundo do malte de cevada e água potável, por ação da levedura, com adição de lúpulo, cereais não maltados e aditivos. O que diferencia a cerveja escura, ou cerveja preta, da cerveja clara é a concentração de maltes e lúpulos, o tipo de fermento utilizado, o percentual de açúcar e a presença do corante caramelo. 

Já a quinoa é um cereal cultivado há mais de cinco mil anos na Cordilheira dos Andes, que se destaca como fonte de proteínas de fácil digestão, com composição equilibrada de aminoácidos essenciais, rica em fibras, vitaminas do complexo B, cálcio, magnésio, potássio, ferro e antioxidantes, como flavonoides e ácidos fenólicos. 

Não existe comprovação científica de que a ingestão de canjica, cerveja preta, quinoa e outros alimentos aumenta efetivamente a produção de leite materno. É reconhecido que os fatores responsáveis pelo aumento da produção do leite materno são a sucção do bebê e a hidratação materna (vamos beber mais água!!). 

As bebidas alcoólicas, inclusive a cerveja preta, devem ser evitadas por lactantes, uma vez que o etanol pode alterar a composição do leite, afetando o desenvolvimento da criança e até inibindo o reflexo de descida do leite. A quinoa pode ser consumida por lactantes, mas não contribui para a produção do leite materno, além de não fazer parte da cultura alimentar brasileira. Já a canjica faz parte de uma alimentação saudável e valoriza a cultura alimentar, sendo uma típica preparação culinária. 

Importante!! O que irá estimular cada vez mais a produção do leite materno é estimular a sucção do bebê diretamente no peito: quanto mais ele sugar, mais leite será produzido. Tudo bem?

Dúvida sobre esse assunto? Escreva nos comentários, será um prazer respondê-lo(a).

Quer receber ajuda extra para você seguir firme com a reeducação alimentar? Assine minha news e receba de brinde e-books de receitas saudáveis e muito mais.

Aproveite e curta nossa página no Facebook! Sempre você encontra informações valiosas sobre nutrição, alimentação saudável para emagrecimento, hipertrofia muscular, gestação e muito mais.

Bjo da nutri.

Adaptado de "Desmistificando dúvidas sobre alimentação e nutrição". Ministério da Saúde - Brasília, 2016. 
Leia Mais ►
Gostou? Compartilhe:

Suco na medida para crianças e adolescentes

Oie minha gente, saudade de vocês!

Suco é tudo de bom. Por apresentar alta palatabilidade e mastigação desnecessária, eles têm ampla aceitação. Mas sabia que a ingestão de suco deve ser levada em conta? 

Pois é, o suco de frutas é visto, muitas vezes, como uma fonte saudável e natural de vitaminas e compostos bioativos. Isso é verdade, contudo seu alto valor de açúcar contribui para aumentar o consumo de calorias e elevar inclusive o risco de cárie dentária. Além disso, a falta de proteína e fibras nesse tipo de bebida pode predispor o ganho de peso inadequado em crianças e adolescentes.

Fala sério, já não bebo refri... agora vou ter que beber só água?

Suco naturais, integrais, sem adição de açúcar são maravilhosos, a melhor bebida para você escolher entre refrigerantes e inclusive bebidas alcoólicas. Contudo eles não têm benefícios nutricionais em relação às frutas, pois essas apresentam mais fibras vitaminas e compostos bioativos.

Em maio de 2017 a American Academy of Pediatrics (AAP) recomendou que os pais dessem às crianças frutas inteiras, além de água, e acrescentou, que não sejam oferecidos sucos às crianças menores de um ano, mesmo que sejam integrais e sem aditivos ou adição de açúcar. Ressaltou ainda que as quantidades de suco permitidas por dia também devem ser observadas segundo a faixa etária:

- Até 12 meses: não consumir rotineiramente suco de fruta

- De 1 a 3 anos: limitar o consumo de suco de fruta a meio copo por dia (120 mL/dia)

- Entre 4 e 6 anos: limitar o consumo de suco de fruta entre meio a três quartos do copo por dia (120-180mL/dia)

- Entre 7 e 18 anos: limitar o consumo de suco de fruta a um copo por dia (240mL/dia)


Nutri, neste sentido, como proceder na prática?

Nos primeiros anos de vida ofereça a matéria prima dos sucos: as frutas! O alimento in natura, do jeitinho que o encontramos na natureza é sempre a melhor opção. Para facilitar, apenas amasse ou rale a fruta. Dependendo da idade da criança é possível cortar a pontinha de um gomo de mexerica, por exemplo, para ela chupar. Isso irá trabalhar inclusive a coordenação motora do seu 'pedacinho de gente'.

Outra sacada é adicionar verduras às frutas, inclusive elas apresentam menor teor de açúcar quando comparado às frutas. Pepino, couve, são excelentes.

Ressalto que a prática de tomar sucos sem coar não é uma boa alternativa para todos os indivíduos, muitos apresentam desordens intestinais que comprometem seu bem estar e inclusive a saúde. Portanto, uma alternativa para deixar os sucos mais interessantes é adicionar uma quantidade equilibrada de fibras. Você pode fazer isso, acrescentando um pouquinho de chia ou linhaça, por exemplo. Procure seu nutricionista para saber aplicar direitinho essas orientações na sua rotina diária. Blê?

Dúvida sobre esse assunto? Escreva nos comentários, será um prazer respondê-lo(a).

Quer receber ajuda extra para você seguir firme com a reeducação alimentar? Assine minha news e receba de brinde e-books de receitas saudáveis e muito mais.

Aproveite e curta nossa página no Facebook! Sempre você encontra informações valiosas sobre nutrição, alimentação saudável para emagrecimento, hipertrofia muscular, gestação e muito mais.

Bjo da nutri.
Leia Mais ►
Gostou? Compartilhe:

Água de berinjela reduz colesterol no sangue?

Oi, oi, oi!!

Queridos, a berinjela é uma hortaliça que apresenta pigmentação vermelho-arroxeada (antocianina), baixo teor de carboidratos e elevada quantidade de fibras, vitaminas e minerais. Possui efeito popularmente conhecido como redutor do colesterol no sangue, porém, comprovado somente em alguns estudos com animais em laboratório. Este benefício poderia ser explicado pela presença das antocianinas, que contribuiriam para a redução do colesterol sérico total e elevação da lipoproteína de alta densidade-colesterol (HDL-c). 

O colesterol está presente nos alimentos de origem animal e desempenha função de precursor para a síntese de alguns hormônios, vitaminas lipossolúveis e ácidos biliares, além de ser importante para a formação da membrana das células. Os principais fatores dietéticos responsáveis pelo aumento plasmático do LDL-c (colesterol ruim) são as gorduras saturadas, presentes principalmente nos alimentos de origem animal, e as gorduras trans, encontradas em óleos e gorduras hidrogenadas, algumas margarinas, sorvetes, chocolates, produtos de padaria e alimentos congelados, e que também são responsáveis pela diminuição do HDL-c. 

A maioria dos estudos relacionados à berinjela foi conduzida em animais e avaliaram o seu efeito utilizando-a em distintos formatos (extrato alcoólico, hidroalcoólico ou seco; chá ou suco; distintas substâncias e constituintes químicos isolados), que não permitem identificar a quantidade de berinjela necessária para efeitos benéficos em humanos. Apesar do amplo uso popular da berinjela, não há evidências científicas que comprovem os efeitos hipocolesterolêmicos ou hipoglicemiantes da água, suco, chá ou extrato de berinjela em humanos. Tudo bem?

Estudos que utilizaram a berinjela obtiveram resultados semelhantes ao placebo. Alguns mostraram efeito transitório na diminuição do colesterol, não sendo diferente dos resultados obtidos com a dieta padrão para hipercolesterolemia e a prática regular de atividade física. Outros só mostraram diferenças no controle do colesterol quando inseridos em dieta com baixo teor de gorduras saturadas e colesterol. 

Por isso, quem precisa reduzir o colesterol, não precisa se empanturrar de berinjela e nem substitui-la por medicamentos. Ok? Mas é legal que todos nós incluíssemos a berinjela como parte de uma alimentação adequada e saudável, em preparações culinárias, em função de sua boa qualidade nutricional. Blz?

Dúvida sobre esse assunto? Escreva nos comentários, será um prazer respondê-lo(a).

Quer receber ajuda extra para você seguir firme com a reeducação alimentar? Assine minha news e receba de brinde e-books de receitas saudáveis e muito mais.

Aproveite e curta nossa página no Facebook! Sempre você encontra informações valiosas sobre nutrição, alimentação saudável para emagrecimento, hipertrofia muscular, gestação e muito mais.

Bjo da nutri.

Adaptado de "Desmistificando dúvidas sobre alimentação e nutrição". Ministério da Saúde - Brasília, 2016. 
Leia Mais ►
Gostou? Compartilhe:

'A' Guacamole

Se tem uma pergunta que não sei responder é:

'Lydiane, qual fruta você mais gosta?'

Gosto de todas de modo muito intenso! Banana é super prática, não precisa de lavar, cortar e sua embalagem é biodegradável. A maçã me ajuda a limpar os dentes após devorar meus cookies entre uma consulta e outra. A laranja, mexerica e uva passas são as minha prediletas após o almoço...ai ai ai mas o abacate, sem dúvidas, um alimento que realmente mata minha fome de leoa... hehe. E cai bem em preparações salgadas, doces e ainda é meu substituto número 1 da margarina e manteiga para acompanhar pães e torradas.

A guacamole é uma das formas mais saborosas de incluir o abacate no cardápio. Na minha receita aprecio incluir tomate, cebolinha verde e castanha. Fica simplesmente mara! Então anote aí a melhor receita de guacamole de todos os tempos!

Ingredientes
1/2 abacate médio
1 1/2 tomate tipo saladete
1/2 cebola média
6 cebolinhas
4 folhas de hortelã picadinhas ou de manjericão
1 castanha do pará
Suco de 1/2 limão
1 colh. sopa de azeite
Sal marinho a gosto

Como fazer? Retire a casca do abacate e corte-o em cubos. Retire a polpa do tomate e corte, junto com a cebola em cubinhos também. Pique a cebolinha, castanha do pará e o hortelã ou manjericão. Junte todos os ingredientes em um bolw, misture bem e já está pronto. Costumo guardá-lo até 4 dias na geladeira.

Dúvida sobre essa receita? Escreva nos comentários, será um prazer respondê-lo(a).

Quer receber ajuda extra para você seguir firme com a reeducação alimentar? Assine minha news e receba de brinde e-books de receitas saudáveis e muito mais.

Aproveite e curta nossa página no Facebook! Sempre você encontra informações valiosas sobre nutrição, alimentação saudável para emagrecimento, hipertrofia muscular, gestação e muito mais.

Bjo da nutri.
Leia Mais ►
Gostou? Compartilhe:

Quibe vegetariano assado



No percurso da academia para casa, me deu vontade de comer quibe. Então, cheguei em casa, chequei na geladeira e armários se tinha os ingredientes e tal, só não tinha hortelã. Affs, logo ele! Mas resolvi fazer assim mesmo e o resultado ficou muito bom! Anote minha receita e #vapracozinha.

Ingredientes:
2 xícaras de triguilho (trigo para quibe)
1 xícara de amendoim ou amêndoas trituradas, dessa vez usei amendoim
2 cenouras médias
½ xícara de hortelã picada, como estava em falta na minha geladeira coloquei 1 colh. chá de chimichurri
1/2 xícara de cebolinha verde
1 cebola roxa média
2 colh. sopa de alho poró
1/2 cabeça de alho picadinho
Suco de 1 limão
2 colh. sopa de azeite
Sal marinho a gosto

Como fazer? Coloquei o triguilho de molho em um bowl com bastante água, por aproximadamente 1 hora. Marquei esse tempo no relógio, para não me perder com o horário.
Enquanto isso, triturei o amendoim no liqui, (Estou sem processador. Se quiser me presentear com um. Fiquem a vontade. Será muito bem vindo! Rsrs...) e reservei.

Ralei as cenouras, piquei cebola, alho, alho poró, cebolinha e reservei.

Untei uma forma média de vidro com azeite e farinha de aveia (estava sem farinha de trigo integral em casa, então quem não tem cão, deve caçar com gato, não é isso que o ditado diz? Hehe...)

Fui tomar banho e quando voltei pra cozinha já estava na hora de espremer o triguilho. Para esta etapa use as mãos, esprema bem até sair a água e reserve em outro bowl.

Acrescentei o restante dos ingredientes, misturei bem e ao poucos fui adicionando a massa no liqui (você pode usar o processador, é bem mais ligeiro) até rocessar toda a massa. E o jeito foi dançar um pouquinho com o liqui para triturar bem a massa. Por vez coloquei por volta de 4 colh. sopa bem cheias da massa, para bater. Essa etapa é muito importante, responsável por deixar a massa mais macia, gostosa, sem ficar esfarelando.

Você pode enrolar bolinhos em formato de quibe (particularmente acho mais gostoso, mas demanda mais tempo) ou na pressa e falta de tempo espalhe a massa já triturada na forma untada e asse em forno pré-aquecido a 220°C por aproximadamente 30 minutos. Retire do forno e sirva.

É possível congelar já em porções, por até 7 dias. Daí é só retirar do congelador e esquentar no forno.

Cai bem no almoço, jantar, tem dias que até de manhã eu como acompanhado de frutas. Muito bom!


Ficou com dúvidas sobre a elaboração dessa receita? Escreva nos comentários, será um prazer ajudá-lo(a).

Receba ajuda extra para você seguir firme com a reeducação alimentar! Assine minha news e ganhe de brinde e-books de receitas saudáveis e muito mais.

Aproveite e curta nossa página no Facebook! Sempre você encontra informações valiosas sobre nutrição, alimentação saudável para emagrecimento, hipertrofia muscular, gestação e muito mais.

Bjo da nutri.
Leia Mais ►
Gostou? Compartilhe: